Ministério da Educação disponibiliza verbas para subsídios dos alfabetizadores

Quarta, 17 Outubro 2018 12:53

Luanda - O Ministério da Educação (MED) anunciou nesta quarta-feira, em Luanda, ter disponibilizado as verbas para o pagamento dos subsídios, em atraso, dos alfabetizadores em todo país.

Trata-se de uma divida acumulada de três anos que será paga em parcelas trimestrais até a liquidação na totalidade, como forma de se devolver a motivação nos voluntários que prestam serviço no processo de alfabetização.

Em 2015 o MED controlava  19.500 alfabetizadores, número que se viu obrigado a reduzir no ano seguinte (2016) até a data presente para 9.600.

“Em virtude do cenário económico que se vive acumulou-se uma divida com os alfabetizadores desde 2015, data em que foram pagos apenas três meses dos 9 leccionados, num valor de 10 mil kwanzas mês”, explicou o director nacional da Educação de Adultos, Evaristo Pedro.

Em entrevista à Angop, o responsável informou que a ministra Cândida Teixeira orientou as direcções províncias no sentido de criarem comissões a nível dos municípios para de seguida se proceder ao levantamento e consequente pagamento dos subsídios.

O desafio da Direcção Nacional da Educação de Adultos, além do combate ao analfabetismo, é criar condições técnicas, humanas e materiais para implementar o ensino secundário de adultos em todo país.

Dados divulgados indicam que  mais de quatro milhões de angolanos, com idades compreendidas entre os 15 e os 35 anos de idade, continuam sem saber ler nem escrever.