Vistos

Pedido de Visto Ordinário

Para a sua obtenção é imprescindível a presença do interessado no Consulado Geral, o qual deve ser portador dos seguintes documentos:

  • Passaporte válido no mínimo por seis meses;
  • Duas fotografias tipo passe a cores, com fundo branco e actualizadas;
  • Certificado Internacional de Vacinas válido;
  • Formulário (Mod.VT/VFR.MDC.1) devidamente preenchido com letra de imprensa, a ser fornecido pelo Consulado Geral;
  • Carta de chamada proveniente de Angola da pessoa singular ou colectiva que se responsabiliza pela sua estadia, e cópia do documento de identidade nacional da mesma, devidamente reconhecidas pelo Notário e autenticadas pelo Ministério das Relações Exteriores. A Carta de chamada é também obrigatória para todos os cidadãos angolanos que não estejam inscritos no Consulado Geral;
  • Comprovativo da reserva de passagem (ida e volta);
  • Por último, a recolha da impressão digital do utente.

Obs: Para menores até 18 anos, é necessária a apresentação de um termo de responsabilidade dos pais ou de quem sobre eles exerce o poder paternal a autorizar a deslocação.

Não havendo razões que o impeçam, o visto é concedido no prazo de 8 dias após a constituição e verificação do processo pelo Consulado Geral.

Pedido de Visto de Turismo

Para a sua obtenção é imprescindível a presença do interessado no Consulado Geral, o qual deve ser portador dos seguintes documentos:

  • Passaporte válido no mínimo por seis meses;
  • Duas fotografias tipo passe a cores, com fundo branco e actualizadas;
  • Certificado Internacional de Vacinas válido;
  • Formulário (Mod.VT/VFR.MDC.1) devidamente preenchido com letra de imprensa, a ser fornecido pelo Consulado Geral;
  • Carta de chamada proveniente de Angola da pessoas singular ou colectiva que se responsabiliza pela sua estadia, e cópia do documento de identidade nacional da mesma, devidamente reconhecidas pelo Notário e autenticadas. A Carta de chamada é também obrigatória para todos os cidadãos angolanos que não estejam inscritos no Consulado Geral;
  • Comprovativo da reserva de passagem (ida e volta);
  • Por último, a recolha da impressão digital do utente.

Obs: Para menores até 18 anos, é necessária a apresentação de um termo de responsabilidade dos pais ou de quem sobre eles exerce o poder paternal a autorizar a deslocação.

Não havendo razões que o impeçam, o visto é concedido no prazo de 8 dias após a constituição e verificação do processo pelo Consulado Geral.

Pedido de Visto de Curta Duração

Para a sua obtenção é imprescindível a presença do interessado no Consulado Geral, o qual deve ser portador dos seguintes documentos:

  • Passaporte válido no mínimo por seis meses;
  • Duas fotografias tipo passe a cores, com fundo branco e actualizadas;
  • Certificado Internacional de Vacinas válido;
  • Formulário (Mod.VT/VFR.MDC.1) devidamente preenchido com letra de imprensa, a ser fornecido pelo Consulado Geral;
  • Carta de chamada proveniente de Angola da pessoas singular ou colectiva que se responsabiliza pela sua estadia, e cópia do documento de identidade nacional da mesma, devidamente reconhecidas pelo Notário e autenticadas. A Carta de chamada é também obrigatória para todos os cidadãos angolanos que não estejam inscritos no Consulado Geral;
  • Comprovativo da reserva de passagem (ida e volta);
  • Por último, a recolha da impressão digital do utente.

 

Não havendo razões que o impeçam, o visto é concedido no prazo de 8 dias após a constituição e verificação do processo pelo Consulado Geral.

Pedido de Visto de Trabalho

Para a sua obtenção é imprescindível a presença do interessado no Consulado Geral, o qual deve ser portador dos seguintes documentos:

  • Parecer do Ministério da Tutela;
  • Solicitação escrita do visto de trabalho pela entidade empregadora dirigida ao Consulado Geral;
  • Passaporte válido no mínimo por seis meses;
  • Contrato de Trabalho de uma empresa sedeada em Angola;
  • Certificado de habilitações académicas e profissionais, traduzido na língua portuguesa e reconhecido pelo Ministério das Relações Exteriores do Reino dos Países Baixos;
  • Curriculum Vitae traduzido em língua portuguesa;
  • Declaração de que se compromete a respeitar as leis angolanas, redigida em língua portuguesa;
  • Registo Criminal traduzido na língua portuguesa e reconhecido pelo Ministério das Relações Exteriores do Reino dos Países Baixos;
  • Atestado Médico traduzido em língua portuguesa e reconhecido pelo Ministério das Relações Exteriores do Reino dos Países Baixos;
  • Quatro fotografias tipo passe a cores com fundo branco e actualizadas;
  • Formulário (Mod.VT/VFR.MDC.1) devidamente preenchido com letra de imprensa, a ser fornecido pelo Consulado Geral;

NB: Após autorização pelas autoridades competentes para a concessão do visto, o Consulado Geral notificará o interessado.

Pedido de Visto de Trânsito

Para a sua obtenção é imprescindível a presença do interessado no Consulado Geral, o qual deve ser portador dos seguintes documentos:

  • Passaporte válido no mínimo por seis meses;
  • Duas fotografias tipo passe a cores, com fundo branco e actualizadas;
  • Certificado Internacional de Vacinas válido;
  • Formulário (Mod.VT/VFR.MDC.1) devidamente preenchido com letra de imprensa, a ser fornecido pelo Consulado Geral;
  • Fotocópia do bilhete de passagem para o País de destino;
  • Prova de ser titular de visto de entrada para o País de destino ou estar isento deste; 
  • Por último, a recolha da impressão digital do utente.

Não havendo razões que o impeçam, o visto é concedido no prazo de 8 dias após a constituição e verificação do processo pelo Consulado Geral.

Pedido de Fixação de Residência

Para a sua obtenção é imprescindível a presença do interessado no Consulado Geral, o qual deve ser portador dos seguintes documentos:

  • Carta do requerente ou beneficiário, devidamente fundamentada, dirigida à Missão Diplomática e Consular nos Países Baixos, a solicitar o visto para fixação de residência;
  • Formulário (Mod.VT/VFR.MDC.1) devidamente preenchido com letra de imprensa, a ser fornecido pelo Consulado Geral, devidamente assinado pelo beneficiário, incluindo:
  • Certificado de registo criminal, emitido pelas autoridades do país de origem ou de residência habitual, traduzido e devidamente reconhecido;
  • Atestado médico do país de origem, traduzido e devidamente reconhecido;
  • Termo de responsabilidade da pessoa que o irá hospedar ou comprovativo de propriedade ou arrendamento de residência;
  • Comprovativo de existência de meios de subsistência;
  • Fotocópia do passaporte, das páginas principais e das que contêm informações do movimento migratório;
  • Declaração em que se compromete a respeitar as leis angolanas;
  • Duas fotografias tipo passe a cores, com fundo branco e actualizadas;
  • Por último, a recolha da impressão digital do utente.
  • Comprovativo do pagamento e do acto migratório solicitado.

NB: Após autorização pelas autoridades competentes para a concessão do visto, o Consulado Geral notificará o interessado.

Nota importante:

O pagamento dos vistos de entrada em Angola e todos os actos consulares é efectuado através do PIN que se encontra na recepção do Consulado Geral ou através da conta Bancária n⁰ 48.06.54.522, junto do Banco ABN-AMRO Bank.