Cabinda iluminada parcialmente depois de três dias às escuras

Segunda, 09 Outubro 2017 07:10

Cabinda - A cidade de Cabinda e alguns bairros periféricos voltaram a ser iluminados parcialmente desde as 16h deste domingo, depois de terem ficado três dias sem energia eléctrica, na sequência de avaria numa das turbinas da Central Térmica de Malembo (CTM).

A situação começou a ser reposta no início da tarde de hoje, embora tenham sido registadas várias interrupções.

Segundo o director provincial da Empresa Pública de Produção de Electricidade, Joaquim Silva, após intenso trabalho tudo voltará à normalidade de forma gradual, já que depende do abastecimento de combustíveis e mudança de filtros de gasóleo.

Com capacidade de 30 mwts, o fornecimento de energia para a Central Habitacional de Chibodo e dos bairros Cabassango e parte da cidade de Cabinda é garantido pela CTM e trabalha a meio gás, devido à dificuldade de abastecimento de combustíveis.

Em condições similares está também a Central de Santa Catarina, que produz 10mwts, e serve a zona sul da cidade até aos bairros Gika e 1º de Maio Chiweca. As limitações foram igualmente sentidas na vila de Lândana até às 16 horas deste domingo.

Para inteirar-se da real situação, o governador de Cabinda, Eugénio Laborinho, visitou hoje a central térmica de Malembo e encorajou os técnicos para encontrarem soluções de modo a repor o fornecimento regular da energia eléctrica, sem restrições.

A cidade de Cabinda e a vila de Lândana necessitam de 110 megawatts de energia para o normal funcionamento. Neste momento, a Central de Malembo produz 70 megawatts, a de Chibodo 30 e a de Santa Catarina garante 10 megawatts.